Um pouco de história

Em 08 de novembro de 2019, nasceu a APOIE – Ação Psicossocial e Orientação Interativa Escolar, e nasceu para atender um volume de demandas dos profissionais da educação por suporte no atendimento às questões psicossociais crescentes no interior das escolas do estado do Espírito Santo. Foi instituída pela Portaria n°108-R, publicada nessa data.

Mas a gestação atravessou todos os meses de 2019, anteriores à publicação da portaria, desde que o Secretário de Educação, Vitor de Angelo, e a Subsecretária de Planejamento e Avaliação da SEDU, Isaura Nobre, percebendo tal demanda, intentaram criar uma instância que dialogasse com a necessidade identificada.

Para enfrentar esse desafio, convidaram a psicóloga Priscila Nascimento, até então atuando como técnica na Gerência de Recursos Humanos, para coordenar o trabalho de criação da APOIE e, posteriormente, as atividades da equipe multidisciplinar responsável pelo desenvolvimento das ações.

Em 11 dezembro de 2019, o governo federal também promulgou a Lei 13.935, que dispõe sobre a prestação de serviços de Psicologia e de Serviço Social nas redes públicas de educação básica, considerando que as equipes multiprofissionais podem contribuir para o atendimento integral e de qualidade no processo ensino-aprendizagem. Essa lei veio ainda mais reforçar a necessidade de fomentar a atividade da APOIE e a definição de seus projetos.

Sob a coordenação de Priscila Nascimento, a equipe contou inicialmente com mais um elemento, uma assistente social, e depois, com um técnico da área pedagógica. Este tripé, Psicologia, Assistência Social e Profissional da Educação formam a base da APOIE/SEDU, que a partir de 2020,  funcionar com três profissionais, um de cada uma das áreas, respectivamente: Priscila Nascimento, Mislene Souza e Silvana Pinheiro.

A Portaria ainda prevê a criação de equipes multidisciplinares nas Superintendências Regionais de Educação, compostas por Psicólogos e Assistentes Sociais, que deverão atuar em parceria com os Supervisores Escolares localizados em cada SRE.

A atuação dessas equipes é ampla no apoio às mudanças e manifestações humanas que se processam no contexto educacional e que compõem cotidianamente as práticas escolares e, ainda, no apoio às situações emergenciais, como no caso da pandemia do Coronavírus, que em 2020 produziu reflexos e impactos, também psicossociais, no sistema educativo.

 

Equipe APOIE realizando uma roda de conversa em uma escola da rede estadual em 2020,

antes da pandemia do Coronavírus.