Distantes, mas presentes

Faça aqui o download do E-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam!"

A APOIE - Ação Psicossocial e Orientação Interativa Escolar, realizou a Campanha "Distantes, mas presentes" com o objetivo de compartilhar as práticas que têm aproximado os estudantes da escola e fortalecido vínculos em tempos de pandemia!

Foram 33 projetos selecionados, e iremos postar um pouquinho deles aqui!Confira abaixo!

A VIDA ANTES, DURANTE E DEPOIS DA PANDEMIA

O projeto A vida antes, durante e depois da pandemia, inscrito na Campanha "Distantes, mas presentes" pelas professoras Ivone de Oliveira Afonso, Jéssica Rubia Stein e Vanessa Aparecida de Oliveira, buscou uma aproximação entre discentes e docentes, a fim de tornar o processo de ensino-aprendizagem mais viável e positivo durante o tempo de distanciamento social. Ele fointegrado ao planejamento da área de linguagens, visando atender todos os estudantes que participam das atividades pedagógicas não presenciais (APNPs), via Google Sala de Aula, e-mail e WhatsApp.

Inicialmente, tentou-se resgatar a essência da semana de incentivo à leitura, realizada anualmente no Colégio Estadual, partindo do princípio de que seria necessária uma reformulação estratégica para que esse projeto fosse realizado. Sendo assim, foi decidido pela equipe dar continuidade à Revista CapixaBrasil, que nasceu como um produto artístico e literário da Semana de Leitura do Colégio Estadual, no ano de 2019, transformando-a em uma revista virtual.

Com essa publicação, a equipe organizadora visava compreender como os estudantes estavam lidando com o momento e mantê-los próximos da escola, lhes oferecendo um espaço de expressão e liberdade criativa. Além da revista, os professores têm realizado também uma série de lives no Instagram, voltadas para o público estudantil. Como culminância dos primeiros trabalhos produzidos pelos estudantes, foi realizado o primeiro Sarau virtual do projeto, com o título: “Como vai você?”

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                                    Revista CapixaBrasil, que propõe valorizar as aptidões de alunos e professores.

Divulgação do primeiro Sarau Virtual do projeto, com o título: “Como vai você?”

FORTALECENDO LAÇOS COM JOÃO E MARIA

Este projeto foi desenvolvido pela professora Keila Pim Cardoso, com apoio da professora de Arte, Fernanda Britto, ambas da EEEFM “Joaquim Caetano de Paiva”, localizada no distrito de Joatuba, interior do município de Laranja da Terra/ES, que atende alunos da zona rural. O projeto traz uma encenação teatral do conto infantil João e Maria, uma atividade realizada nas disciplinas de Arte, Língua Portuguesa e Matemática, com os alunos da turma 5º V01, do Ensino Fundamental.

As atividades foram desenvolvidas com o intuito de trabalhar o tema da saudade entre os alunos, uma vez que, sem possibilidade de contato presencial com os colegas no contexto do ambiente da escola, esse foi um sentimento muito expresso por eles. O projeto buscou ressaltar que João e Maria sempre ficaram juntos e se apoiaram durante todo o tempo em que se viram sozinhos na floresta, sentindo falta da casa deles e das relações a que estavam acostumados.

Desse modo, foi possível aos estudantes refletirem sobre as diferentes formas das suas relações, dentre elas a configuração da família, favorecendo o acolhimento de medos e ansiedades que podemos ter e como vencê-los nesse momento da pandemia causada pelo covid-19.

                                                                            

Alguns dos estudantes que interpretaram os personagens no projeto "Fortalecendo laços com João e Maria"                

DIÁLOGOS

O projeto Diálogos foi desenvolvido na EEEFM “Alto Jatibocas”, localizada no Distrito de Alto Jatibocas, município de Itarana/ES, uma comunidade formada por descendentes de imigrantes pomeranos, em sua maioria agricultores.

Idealizado pela educadora Carmem Lúcia Corrêa de Castro, o trabalho nessa iniciativa foi desenvolvido por meio de encontros via aplicativo Google Meet, e o primeiro momento teve como temática o Racismo. A partir da história da Bonequinha Preta, e do diálogo, foi realizada a confecção de bonecas, com concurso e desfile, "com requintes dos grandes eventos da mídia". Meninos e meninas do Ensino Fundamental II, juntamente com suas famílias, também realizaram um diálogo de aproximação e reflexão sobre esse conteúdo curricular. 

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Desfile de bonecas

Participação especial da Palhaça Pipoca

em momento virtual com os alunos durante o projeto

ESTUDO QUE APROXIMA: Uma construção coletiva

Este projeto começou no início do ano letivo de 2020, na escola EEEF “Domingos Perim”, localizada na Cidade de Venda Nova do Imigrante/ES, e surgiu dentro da disciplina de Estudo Orientado (EO), que integra a parte diversificada do currículo, dentro das inovações em conteúdo, método e gestão das Escolas de Tempo Integral. A disciplina de Estudo Orientado tem como objetivo “ensinar” o aluno a estudar, dando o apoio necessário para que ele possa ter uma aprendizagem efetiva.

Depois de um mês pausado, uma aluna do 7º ano, Sofia da Penha Filete, líder de sua turma, teve a inciativa de dar continuidade ao projeto de estudo coletivo mesmo à distância, sob a orientação da sua professora Joziane Avanci Fiorese. Sofia relata que a ideia de continuar o projeto surgiu quando ela percebeu que os alunos estavam tendo muita dificuldade de estudar sozinhos, pois quando as aulas eram presenciais, os alunos tinham o auxílio dos professores e até mesmo dos colegas para aprender e realizar as atividades.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Matéria no jornal da cidade sobre o projeto Estudo que aproxima: uma construção coletiva

Atividade prática de Língua Inglesa realizada dentro do projeto

A TUTORIA NOS APROXIMA: A distância não diminui a importância

Dentre as inúmeras metodologias que compõem o Modelo Pedagógico da Educação de Tempo Integral, está a Tutoria, que objetiva acompanhar e orientar o Projeto de Vida do estudante, bem como monitorar seus resultados de aprendizagem e seu envolvimento nas ações e interações sociais promovidas pela escola. Dessa forma o tutor e o tutorando constroem uma relação de parceria e corresponsabilidade. 

Em tempos de pandemia, a Diretora Bruna Bonomo Graciano, do CEEEFMTI “Marita Motta Santos”, em São Mateus/ES, procurou fortalecer ainda mais o acompanhamento dos tutorandos, através do projeto " A tutoria nos aproxima: A distância não diminui a importância."

Em meio a todos os desafios com os quais estudantes e equipe escolar se depararam no período de pandemia, a experiência foi de suma importância para manter o vínculo com os estudantes e, de certa forma, fortalecer para eles a importância de cada um para a escola, mesmo com a suspensão das aulas presenciais.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Registro do acompanhamento contínuo junto aos estudantes tutorados.

 

Projetos divulgados em 21/10/2020

Projeto Cuide-se!

O projeto denominado “Cuide-se”, idealizado pela professora Janneyde Pascoal da Silva, com as turmas das 1ª séries do Ensino Médio da EEEFM Misael Pinto Netto, localizada no município de Aracruz/ES, foi desenvolvido inicialmente no formato presencial, organizado em dois momentos distintos: rodas de conversas com estudantes do turno vespertino e um encontro terapêutico no contraturno, conduzido por profissionais de psicologia em parceria com a idealizadora da ação. 

A iniciativa teve como objetivo promover a escuta ativa para as questões afetivo-emocionais das adolescentes, e ainda, proporcionar momentos onde as/os participantes se sentissem pertencentes ao espaço escolar, contribuindo dessa maneira para o desenvolvimento de comportamentos de solidariedade e respeito.

No Contexto da Pandemia COVID-19, novas demandas surgiram, e com a participação de uma psicóloga voluntária criou-se um grupo virtual de alunos, onde foram realizadas ações de acolhimento, reflexão e escuta ativa, e ainda momentos com os educadores e educadoras.  

O professor Alysson Torres destaca a importância do projeto  “Adorei participar desses encontros virtuais em que discutimos os sentimentos que estamos vivendo com toda essa situação do isolamento social, da demanda profissional, da cobrança que nós supostamente desenvolvemos em cima de nós mesmo! (...). Me colocou de frente para definir o que estava sentindo e poder trabalhar isso. (...)".

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

 As psicólogas Monique Morellato e Karoline Corrêa voluntárias do projeto e a professora Janneyde idealizadora da ação

Entre paredes, a vida em quarentena

O projeto Entre Paredes - a vida em quarentena, foi desenvolvido com alunos/as de duas turmas de 1º. Ano EM da EEEFM Ary Parreiras, SRE Cariacica/ES, pelo professor Marcos Valério Guimarães, utilizando as ferramentas de atividades não-presenciais, em especial os dispositivos Meet e Sala de Aula da plataforma Google, e as comunicações diárias por WhatsApp. 

A proposta se deu através da construção de um filme coletivo, com a experiência e vivência que cada aluno e aluna teve neste contexto de isolamento social, pensando em como cada um/uma se relacionava com a quarentena, como observava a rua, como era a convivência familiar, com os pets, a relação com objetos de memória etc. Ao final, propunha um mosaico construído em uma narrativa audiovisual das percepções de vidas, em um trabalho colaborativo, sem competição, atento ao outro, aberto às diferenças e aos modos de vidas.

Compartilhamos com vocês alguns links dos vídeos produzidos pelos estudantes durante o projeto o e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Turma 1 Log 1

Link YouTube:

https://youtu.be/1gFTyTnE1yw

Filme coletivo produzido pela turma 1 Log 1, da EEEFM Ary Parreiras, no âmbito da disciplina Projeto de Vida. Uma reflexão sobre o delicado momento da pandemia do novo corona vírus, e a percepção desta realidade pelos jovens.

Turma 1 Log 2

Link YouTube:

https://youtu.be/70XP-VChdeM

Filme coletivo produzido pela turma 1 Log 2, da EEEFM Ary Parreiras, no âmbito da disciplina Projeto de Vida. Uma reflexão sobre o delicado momento da pandemia do novo corona vírus, e a percepção desta realidade pelos jovens.

Olhares da Pandemia - Se podemos observar, por que não fotografar?

A EEEFM Santíssima Trindade está situada na cidade de Iúna, no Espírito Santo, uma região de área montanhosa e clima tropical de altitude, que traz em suas memórias a lida nas lavouras de café, economia predominante no município. A escola tem ao todo, 1570 alunos, entre  Ensino Fundamental - Anos Finais, Ensino médio, Ensino Fundamental EJA 1º e 2º segmento e Ensino Médio EJA. Funcionando nos turnos matutino, vespertino e  noturno, a escola visa à educação integral, inclusiva e interdisciplinar, se estruturando no desenvolvimento de competências e habilidades, que abraçam os variados saberes, advindos de diferenças culturais, sociais e étnicas da comunidade escolar. Nessa realidade, se instituiu e nasceu o projeto “OLHARES DA PANDEMIA”, com a proposta de fotografar a vida, neste momento específico pelo qual toda a humanidade tem vivido: a pandemia da COVID-19.

Idealizado e elaborado pela professora Maria Fernanda Ribeiro Dias, o projeto convidou os alunos, através de seus olhares, a capturarem fatos e cenas do seu dia-a-dia, em seus celulares, durante o período de suspensão das aulas presenciais, buscando a reflexão, o pensamento crítico, a empatia, o aprendizado e a compreensão de como as tecnologias podem ser eficientes para o aprendizado. 

Compartilhamos com vocês a foto que recebeu o 1º lugar entre os estudantes do Ensino Fundamental, e em breve, será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Projetos divulgados em 16/10/2020

Longe da escola, mas perto da gente!

O isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus despertou na Equipe Gestora do CEEFMTI Monsenhor Miguel de Sanctis, situado na Cidade de Guaçuí/ES, o interesse em aplicar, para além dos muros da escola, as competências socioemocionais trabalhadas diariamente nas aulas presenciais com destaque para a Pedagogia da Presença. 

Para isso eles criaram o projeto: "Longe da escola, mas perto da gente", que, através das redes sociais da escola, publicou vídeos instrucionais e motivacionais, mensagens de otimismo, perseverança, empatia, incentivo aos estudos e medidas de biossegurança para a prevenção da COVID-19. Foram realizados ainda, plantões interativos na plataforma Google Meet, vídeos feitos pelos tutores, gestores e professores e também uma live solidária!

Os autores do projeto, Camila Pinheiro Mascarenhas de Freitas e Aristhotelis Tadeu Tiradentes, perceberam que associar a tecnologia às vivências escolares e pessoais pode garantir o desenvolvimento das competências socioemocionais e cognitivas favorecendo, assim, a formação integral dos estudantes zelando também pela saúde física e emocional de cada um deles.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                      

Uma viagem para dentro de você!

O Projeto “Uma viagem para dentro de você”, foi idelizado pela educadora Darilene de Souza Xavier, e desenvolvido na EEEFM Elza Lemos Andreatta, município de Vitória/ES, com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II, do turno matutino. A ação convidou os alunos a experimentarem uma "viagem ao seu mundo interior" usando a criatividade! 

Através da produção de textos, vídeos, desenhos, leitura de livros, lista de músicas e debates, os estudantes refletiram sobre suas emocões, comportamentos e vivências. Temas como empatia, compaixão e respeito com o outro foram desenvolvidos pela educadora junto aos alunos a fim de impulsionar sentimentos positivos e agradáveis em cada um dos participantes!

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                        

Heróis de hoje, heróis de amanhã

A ação: "Heróis de hoje, heróis de amanhã" , desenvolvido no CEEFMTI Professor José Leão Nunes, Cariacica, foi uma iniciativa proposta nas aulas de projeto de vida pelos docentes: Jussara Morelato de Oliveira, Benedito de Castro Santos e Ernesto José Martins Caetano, tendo como público alvo os estudantes do Ensino Fundamental Séries Finais e Ensino Médio.

Com o objetivo de fortalecer o vínculo aluno-família-escola, bem como, o protagonismo e a autonomia, foram trabalhadas atividades visando a reflexão sobre os heróis e as heroínas que povoam o imaginário dos adolescentes e jovens, e qual a inspiração trazida por essas representações! Discutiram também sobre como todos os dias pessoas comuns fazem algo que beneficia a humanidade, e que muitas vezes seus feitos não adquirem uma dimensão global, mas mudam a vida de um bairro ou uma comunidade. "A melhor herança que os heróis nos deixam são exemplos que nos fazem perceber que também podemos fazer à diferença!"

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                                            

Caminhos Especiais!

O projeto "Caminhos Especiais" foi desenvolvido na EEEFM “Padre Manoel da Nóbrega”, Município de Montanha, com adolescentes com Deficiência Mental do grupo do Atendimento Educacional Especializado (AEE). Idealizado pela professora Maria Nazaré Ribon Silva, a iniciativa utilizou-se do whatsApp, por meio do qual o professor do AEE envolveu as famílias, solicitando que elas fizessem os registros fotográficos dos estudantes desenvolvendo atividades escolares e os enviassem para a publicação no Blog do projeto. 

A educadora contou sobre o sucesso da ação na comunidade escolar e que o blog já possui mais de 4 mil visualizações! Com as divulgações das fotos e publicações de seus trabalhos, os estudantes se sentiram mais motivados e valorizados, o que promoveu a melhoria da conexão dos alunos com a rotina escolar de atividades pedagógicas não presenciais!

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                  

Projetos divulgados em 14/10/2020

Projeto Escola é gente!

O projeto "Escola é gente", desenvolvido pelas educadoras Adriele Soares e Silvana Trancoso, na EEEFM Nossa Senhora Aparecida, Município de Cariacica, tem como objetivo aproximar os estudantes no período das atividades pedagógicas não presenciais e auxilia-los no processo de ressignificação das formas de pensar, ser e estar no mundo ou na sociedade, no contexto da pandemia COVID-19.

Através de lives e desafios publicados no perfil do Instagram "Escola é gente", as profissionais buscaram promover engajamento, entretenimento, informação e ainda, a parceria da família no cotidiano escolar dos estudantes. 

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                                                          

Eureka Cool!

O projeto Eureka Cool, de autoria da professora Beatriz dos Santos Paixão, foi desenvolvido na EEEFM. “São José”, localizada em Pedra Menina, Distrito de Dores do Rio Preto- ES. No perfil do Instagram da iniciativa, alimentado pelos estudantes do ensino médio e supervisionado por um grupo de educadoras da escola, foram divulgados quadros como: "Diga aí, como você estuda?", "Talentos do Caparó" e "Café com prosa". Sorteios e publicações de desafios com o objetivo de trazer informações para toda a comunidade escolar, também foram compartilhados no perfil!

A ação buscou: desenvolver criatividade, comunicação, trabalho em grupo e protagonismo juvenil com o uso de tecnologias; compartilhar como os alunos estão estudando durante a pandemia, visando motivar os colegas; indicar medidas preventivas para a COVID- 19 e saúde mental, além de conhecer e valorizar os talentos dos estudantes.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

              


Quarentena Criativa

Percebendo a importância de explorar a criatividade, principalmente, no período de isolamento social, a professora Kamilla Veiga Vitório do Nascimento, da EEEFM Carolina Passos Gaigher, Município de Cachoeiro de Itapemirim, criou o projeto “Quarentena Criativa”! Desenvolvido de forma remota com os estudantes, a ação possibilitou a expressão e reinvenção de sentimentos e emoções através do teatro, dança, música e artes visuais.

Os alunos do 4º ao 9º ano apresentaram atividades respondendo à pergunta: “O que estou fazendo de forma artística nessa quarentena?”. 

Compartilhamos com vocês algumas fotos e depoimentos de alunos que participaram do projeto! Em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

“Foi uma sensação muito legal, fazer parte desse projeto, me senti  feliz pela escola ter compartilhado meus vídeos, divulgando meu hobby que é tocar.” Guilherme Pereira Ribeiro 

                                                                                                                                            

Fiquei feliz de ver as pessoas elogiando meus desenhos, nas redes sociais da escola, gostei de ver cada passo da minha evolução com os desenhos que produzi e me senti honrado

em participar do projeto." Felipe Bisio Bravin  

                                                                                                         

Projetos divulgados em 08/10/2020

Gincana das Cores Virtual: Um pouco de cor, neste momento cinzento

O projeto "Gincana das Cores Virtual: Um pouco de cor, neste momento cinzento", foi criado e desenvolvido pelas profissionais Letícia Borgo de Miranda, Christina Márcia Amaral Soares,  Ledyanne Groner Pinto Morais e Marlene Teixeira de Lima, na EEEF Wellington Ferreira Borges, Município de Cariacica. 

Diante da situação pandêmica provocada pelo coronavírus (Covid-19), ocasionando o distanciamento social, a equipe repensou uma prática de sucesso que ocorre desde 2017, adaptando as atividades para o meio virtual, com participações ao vivo. Foi assim que, a Gincana dos Estudantes, nomeada como Gincana das Cores, sucesso absoluto entre os alunos, foi realocada em um grupo temporário no aplicativo Whatsapp, onde alunos e familiares, de ambos os turnos, foram adicionados, sendo instruídos previamente quanto a duração, horário, regras e premiações, participando ativamente, no período de cinco dias. Para os alunos sem acesso a internet, foram disponibilizadas atividades adaptadas, impressas e distribuídas, de maneira a alcançar cem por cento dos educandos público alvo.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Projeto: Carreata Pedagógica

A Carreata Pedagógica foi idealizada pela gestora Mônica Destefani Gava e realizada pela equipe de profissionais da Escola Estadual de Ensino Médio Emílio Nemer, localizada no Município de Castelo – ES. 

Sensibilizada e com os objetivos de se fazer presente na vida dos estudantes e de estreitar os laços entre a família e a escola, sem no entanto se expor aos riscos de contágio pelo novo Coronavírus, a escola realizou uma Carreata Pedagógica. Respeitando os protocolos de saúde, a escola buscou mostrar para a comunidade escolar que apesar do isolamento, continuamos juntos. A ação também levou mensagens de carinho, conforto, surpresa, confiança, esperança de novos tempos de alegria e de superação.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"


Projeto: "Meus dias de Isolamento Social" 

O projeto "Meus dias de Isolamento Social" foi desenvolvido na escola CEEFMTI Elpídio Campos de Oliveira, e até o momento envolveu 297 estudantes matriculados no tempo integral. Todo trabalho foi desenvolvido de forma direta nas turmas de Ensino Fundamental de 6ª ao 9º ano e médio 1ª a 3ª série, envolvendo toda equipe escolar e alunos, sob os cuidados e orientação da professora Fernanda Meireles do Nascimento Bredoff, professora de Filosofia e Pensamento Cientifico  da parte diversificada.

A ação tem como objetivo uma reflexão sobre as diversas emoções, não só produzidas e intensificadas pela pandemia COVID-19, mas também, os demais sentimentos estimulados e desencadeados pelos comportamentos, ações e acontecimentos diários.

O projeto buscou priorizar a comunicação, a valorização de si e do outro e a importância do tempo e da convivência familiar.

Compartilhamos com vocês algumas fotos do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

                           

Projetos divulgados em 06/10/2020

Caléndário de Gentilezas

Criado pela professora Carmem Lucia Correa de Castro, da EEFM Alto Jatibocas, Itarana, o “Calendário de Gentilezas” é uma atividade desenvolvida na disciplina de Ensino religioso com os alunos do 1º ao 6º ano do EF. A ideia inicial foi trabalhar o mês de abril com uma atividade diferenciada que envolvesse a família no 1º momento de isolamento social, em que se fazia necessário incorporar estratégias de aprendizagem mais flexíveis e abrangentes. A atividade deu tão certo que foi desenvolvida ao longo dos outros meses!

O calendário foi criado com ações diárias que a criança deveria realizar, como por exemplo:

  • Dividir o mês em dias como o calendário comum;
  • Verificar as datas especiais daquele mês. (Ex: agosto Dia dos pais e Dia do Estudante);
  • Cada dia propor ações que sejam viáveis para OS ALUNOS E FAMÍLIA (por se tratar de zona rural e considerando a época de colheita de café, os alunos têm desde bem pequenos tarefas domésticas.);
  • Incentivar a realizar as ações diárias e enviar vídeos ou fotos das atividades.

O projeto vêm estimulando atitudes de gentileza e respeito pela família, pelo idoso e pelo ambiente, a fim de estabelecer uma relação harmônica, através de situações lúdicas e simples.

Compartilhamos com vocês o Calendário de gentilezas elaborado para o mês de Agosto/2020 e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"

Interações no ciberespaço: Lives de projeto de vida aproximando saberes e práticas.

Com o objetivo de aproximar os estudantes do Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio Ewerton Montenegro Guimarães, localizado no município de Viana,  a equipe composta pelo coordenador pedagógico Thiago Fernandes Madeira, e pelos professores Bruno Lima, Angélica Satler e Edires Matos, propôs uma ação on line utilizando a plataforma instagram, os professores de projeto de vida através da mediação do coordenador pedagógico, realizaram semanalmente interações na rede social para debater acerca de temas como: trajetórias de estudo, acesso a universidade, profissões, poesia e interação social.

Durante os encontros on line denominados “Lives de PV” vários convidados falaram sobre suas trajetórias de vida e estudos, incentivando os alunos. Participaram profissionais das áreas de medicina, odontologia, direito, literatura, veterinária, bem como, os professores de PV.

Compartilhamos com vocês os card's de divulgação de algumas lives do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"!

                   

Gincana Cultural em Modo Virtual

Em desenvolvimento na EEEFM Serra Sede, o projeto Gincana Cultural em Modo Virtual, criado pelos professores Hémily Karini Angeli Barcellos e Júlio César Nobre, tem como objetivo promover a aproximação entre corpo docente e corpo discente!

Várias atividades estão sendo realizadas com os alunos do turno vespertino, visando motivar os estudantes na prática de estudo remoto, cantivando os adolescentes para a adesão às atividades propostas pelos professores, além de manter o vínculo afetivo com a escola, minimizando assim, o índice de evasão escolar.

Algumas ações desenvolvidas foram:

  • Criação  do  grupo de whatsapp com os líderes de turma, os quais serão divulgadores e incentivadores da sua equipe durante a gincana. 
  • Realização de Lives musicais com a presença de alguns professores e alunos, como forma de acolhimento e de incentivo para os alunos.
  • Realização da Semana do Estudantes com provas virtuais pelo aplicativo Meet, com perguntas e respostas, dinâmicas, exercícios físicos, e sorteio de brindes.

Compartilhamos com vocês os card's de divulgação de algumas atividades do projeto e em breve será possível conhecer mais sobre o desenvolvimento e resultados dessa prática no e-book "Distantes, mas presentes: Práticas que aproximam"!

Conheça mais sobre a ação "Distantes, mas presentes"!

Atividades pedagógicas não presenciais (APNPs), isolamento social, adaptações a novas rotinas e a saudade da escola são desafios que a distância impõe. Porém, várias escolas têm criado ações e projetos que aproximam os estudantes dos professores e uns dos outros neste tempo de pandemia: momentos de escuta, reflexão e aproximação empática, ações de agradecimento e demonstrações de afetos, mensagens que motivam e fortalecem o vínculo com a escola, atividades e produções que resgatam os sonhos e nos fazem presentes.

Nós da equipe da APOIE - Ação Psicossocial e Orientação Interativa Escolar/AE07/SEPLA/SEDU, com o objetivo de valorizar e promover a troca de experiências e a divulgação de práticas potencializadoras nesses momentos difíceis que as escolas vivenciam em função da pandemia do Coronavírus e dos protocolos de convivência dela decorrentes, criamos a ação "Distantes, mas presentes".  O projeto tem como objetivo conhecer as experiências que algumas escolas desenvolveram e que, de alguma forma, acolhem, promovem reflexões e aproximam. Para além das questões pedagógicas, é muito importante promover ações que trazem o diálogo acerca de emoções, sentimentos e de quem somos e como estamos.

É muito importante também que essas práticas sejam compartilhadas. Elas serão publicadas aqui no nosso site e divulgadas em um e-book que será fruto dessa ação, com o objetivo de divulgar as atividades potentes que a escola tem produzido. Essas experiências podem servir de inspiração para que outros profissionais criem intervenções semelhantes e contribuam para que, juntos, superemos esse momento singular que se coloca diante de nós.